Internet das Coisas para marketing e vendas

A Internet das Coisas (Internet of Things - IoT, em inglês), como já falamos aqui no blog, refere-se a conectividade entre aparelhos eletrônicos e sensores, visando o controle e monitoramento de objetos através da internet. Entre as diversas áreas que sofrem o impacto da adoção dessa tecnologia, vamos destacar a aplicação do IoT para o marketing e o processo de vendas.

A estimativa atual de 5 bilhões de dispositivos que se encontram conectados à internet promete um crescimento acelerado a cada ano. Assim, empresas que buscam maneiras de inspecionar o processo de marketing e vendas encontram no IoT uma forma de monitoramento mais granular. Isso acontece ao integrar dispositivos capazes de transmitir informações em tempo real em relação à venda, sem a necessidade de adoção de novas etapas ou imposição de novos processos.

omnichannel.png

IoT e o novo Marketing

A grande quantidade de informações disponíveis, principalmente advindas de redes sociais, permite que as empresas entendam o comportamento e as necessidades dos consumidores, facilitando a implementação de planos de marketing mais efetivos, além de personalizar a metodologia de vendas e, consequentemente, ampliar o suporte ao cliente e sua retenção.

Outro benefício está no uso de sensores para reportar onde, quando e como um produto é utilizado, auxiliando os processos de design e marketing. O processo de coleta de dados em tempo real permite uma maior penetração no mercado, a criação de tarefas automatizadas, a análise de canais de reclamação (como os portais Reclame Aqui e Procon-SP) ou de satisfação do cliente, entre muitos outros benefícios.

A mudança na forma de pensar o marketing acontece devido a uma grande revolução tecnológica implementada pela Internet das coisas. O grande volume de dados, não relacionados, surge como um desafio de integração e análise, principalmente quando os mesmo aparecem com baixa qualidade. Entretanto, a transformação do marketing - que já está acontecendo - exigirá uma adaptação do mercado, que também já está sendo desenvolvida.

A TWIST continua por aqui analisando todas as previsões para o futuro da internet das coisas. E você, já está pronto para essa realidade?

Se inscreva na nossa newsletter