Como Data Science pode revolucionar o setor de Petróleo e Gás

Asfalto, parafina, gás de cozinha, combustíveis: o petróleo está no meio de nós mais do que muitos imaginam, tanto que é conhecido como a “energia que move o mundo”. E, para que a exploração dessa complexa cadeia de hidrocarbonetos seja mais eficaz e garanta bons resultados, as técnicas de Data Science podem desempenhar papéis fundamentais.

É importante lembrar que a quantidade desse recurso natural é limitada, e encontrá-lo será cada vez mais difícil - tanto é que o Market Report Series: Oil 2017 aponta que, dentro dos próximos três anos, o crescimento da produção desse setor tende a avançar de forma mais lenta.  Outro fator é que o óleo costuma estar a quilômetros de profundidade da crosta terrestre, e muitas vezes os poços ficam embaixo do mar, portanto, a exploração está longe de ser fácil. Além disso, a substância é altamente poluente, e uma falha no processo pode provocar terríveis impactos ambientais. Fora das plataformas, ainda há uma série de processos relacionados ao petróleo, que envolvem desde questões jurídicas até as vendas.

É nesses e em outros momentos, desde a busca pelo recurso até as análises econômicas, que a ciência de dados pode deixar a sua contribuição. Uma das técnicas que tem se destacado muito é a inteligência artificial, vista por alguns como a chave para o futuro do setor de petróleo e gás. Um artigo publicado pelo Datafloq apontou algumas aplicações interessantes dessa tecnologia. São elas:

Automatizar comandos

A convergência entre sensores, softwares, mobilidade e conectividade tem permitido que os status de ordens sejam sintonizados de forma automática e em tempo real. Mas, um diferencial permitido pela I.A. é que as operações podem descentralizar a resolução de trabalhos, assim como oferecer informações inteligentes sobre o terreno de exploração - o que otimiza o desempenho das tarefas.  Além disso, se torna mais fácil acompanhar o desenvolvimento das atividades em campo.

Garantir a segurança

Através da análise de dados, as plataformas de inteligência de campo podem alertar as bombas sobre possíveis problemas de segurança e direcionar ações preventivas, evitando assim danos humanos, materiais e ambientais.

Compliance

O setor de petróleo e gás é um dos mais regulamentados, e manter uma empresa do setor em conformidade com as normas é trabalhoso. A automação de algumas tarefas relacionadas à atividade, como localizar informações e cumprir determinadas obrigações de relatórios, reduziria o tempo de execução de dias para horas. A Inteligência Artificial, no mínimo, permitiria que:

  • Todos os formulários fossem configurados e centralizados

  • Toda a coleta de dados fosse eletrônica e centralizada

  • Os relatórios fossem configurados em uma plataforma para facilitar o acesso

  • O custo da serviço compliance fosse reduzido, assim como a eficiência aumentada

 

As técnicas de Inteligência Artificial também permitem que dados não-estruturados sejam transformados em informações de alta relevância para a elaboração de estratégias de gestão, assim como monitorar em tempo real o que há de mais importante para o setor.

A Twist já disponibiliza plataformas úteis nesse trabalho, é é possível conferir um pouco do trabalho através do painel que a empresa desenvolveu para acompanhar de forma centralizada uma série de informações relevantes sobre petróleo e gás, como tendências de mercado, valor de barris, notícias e trends sobre o setor. Fale com a gente e saiba mais sobre o assunto.

 

 

Se inscreva na nossa newsletter